Pub

"Pretendemos entregar a praia, porque não faz sentido que a mesma esteja na posse de privados", disse Manuel Cabral, administrador do grupo Vila Vita Parc, que ontem participou na reunião do executivo municipal de Silves, realizada em Armação de Pera.

Na sessão, que se prolongou por cinco horas na sede do clube local e a pedido dos vereadores da oposição PS no município PSD, participaram cerca de 60 pessoas, entre as quais representantes da Região Hidrográfica do Algarve e das associações de pescadores e dos amigos de Armação de Pera.

Em causa está uma parte da praia a nascente de Armação de Pera, com cerca de 22 mil metros quadrados pertencente desde 1913 à Família Sant’Anna Leite e que estava integrada num terreno adquirido em dezembro de 2012, pelo grupo alemão que detém a unidade hoteleira Vila Vita.

O administrador do grupo disse que compreende "toda a inquietação gerada pela compra", mas ressalvou que a praia só foi adquirida porque o Estado "não se disponibilizou" para proceder à sua expropriação.

"A resposta que recebemos foi a de que, devido à conjuntura económica, o Governo não tinha dinheiro para avançar para a expropriação", observou.

O administrador da Vila Vita Parc disse ainda que o grupo "está também disponível" para entregar 300 mil euros à câmara municipal, para que proceda à realocação de estruturas, entre os quais o campo de futebol, instalado numa outra parcela de terreno.

Manuel Cabral acrescentou que a entrega da totalidade da verba ficará dependente da atribuição direta de uma concessão na praia.

"Se nos for concedida a exploração sem concurso público, entregaremos 300 mil euros. Caso tenhamos que concorrer, deduziremos a verba inerente ao processo", observou.

Por seu turno, o executivo da Câmara de Silves manifestou-se satisfeito com "a abertura do grupo Vila Vita Parc, no sentido de que seja encontrada a melhor solução para todos".

"É uma oportunidade única para requalificar e melhorar toda a zona adjacente à praia, considerada uma das melhores do Algarve", sublinhou Rogério Pinto, presidente da Câmara de Silves.

Lusa

Pub