Pub

A Hemeroteca Digital do Algarve, que vai disponibilizar as revistas e jornais algarvios publicados entre 1810 e 1949, entre os quais o jornal Folha do Domingo, será apresentada ao público no próximo domingo.

A apresentação terá lugar na Fundação Manuel Viegas Guerreiro, em Querença, a partir das 15h30, numa sessão que contará com a presença da secretária de Estado adjunta e do Património Cultural, Ângela Ferreira.

O projeto, resultante de uma ideia de Luís Guerreiro, vencedora da votação do Orçamento Participativo de Portugal de 2017, irá disponibilizar em acesso aberto e universal quase 500 títulos de jornais, revistas, boletins e outras publicações periódicas.

Na proposta, a Fundação justificava a importância do projeto com o facto de a região possuir centenas de títulos de publicações periódicas de âmbito público, desportivo, turístico, religioso, de associações de classe, de feição comercial, que “registam cerca de 180 anos da história do Algarve”.

A coleção de periódicos do Algarve está dispersa por todo o país e, embora 70% dos jornais e revistas da região publicados nesse período (1810/1949) estejam à guarda da Biblioteca Nacional, muitos estavam sem paradeiro.

A investigadora Patrícia de Jesus Palma foi a coordenadora do projeto que decorreu durante mais de um ano, sob orientação da Universidade do Algarve, em parceria com a Direção Regional da Cultura e a Biblioteca Nacional, que é a entidade responsável por todos os projetos de digitalização em Portugal.

Pub