Pub

Segundo a Judiciária, o homem de 22 anos, ter-se-á aproveitado de “alguma debilidade cognitiva da vítima e da insuficiência psicológica decorrente da idade” da jovem, seduzindo-a com promessas de casamento para a convencer a praticar atos sexuais.

O homem abusava da menor há cerca de seis meses, consumando o crime numa casa devoluta existente nas imediações da escola da vítima, no concelho de Olhão.

O arguido irá hoje ser presente às autoridades judiciais para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Lusa

Pub