Pub

O cidadão, proveniente de Glasgow (Escócia), estava identificado “como indivíduo perigoso” e sobre ele existe ainda um pedido de extradição de Espanha.

O detido foi ouvido no Tribunal da Relação de Évora, que confirmou a detenção provisória, mandando-o recolher ao Estabelecimento Prisional de Beja até ser extraditado para território espanhol.

Lusa

Pub