Pub

Na cerimónia de abertura, o vereador, Aníbal Moreno, explicou a essência desta iniciativa que foi criada com o intuito de “apoiar as pessoas mais carenciadas, aproveitando um espaço desaproveitado há mais de 20 anos, perto do centro da cidade”.

Após cerca de um ano de trabalho, o equipamento construído integra 20 talhões, área de convívio, serviços de apoio e um reservatório de água, que poderá ser utilizado de forma totalmente gratuita. A atribuição dos talhões existentes irá acontecer dia 21 de abril, mas Aníbal Moreno adiantou que “este projeto não se esgota nestes 20 talhões nem neste local”.

O projeto tem em vista ajudar preferencialmente os mais desfavorecidos pelo que, dos critérios de seleção para atribuição dos talhões fazem parte: ser proveniente de uma família desfavorecida (com o rendimento per capita inferior à retribuição mínima mensal garantida), de uma família numerosa e com menores, ser desempregado e ainda ser recenseado no concelho há mais de 3 anos.

Deste projeto faz também parte a associação In Loco que irá promover aos proprietários formação sobre agricultura biológica e reutilização de resíduos e compostagem e, posteriormente, um acompanhamento no terreno.

Os interessados em adquirir um dos 20 talhões disponíveis podem encontrar a ficha de candidatura no site da autarquia e deverão entrega-la, devidamente preenchida, na Câmara Municipal.

Pub