Pub

O Encontro, sendo uma iniciativa da Comissão Episcopal da Mobilidade Humana (CEMH), contará com a presença dos Bispos portugueses que a integram, nomeadamente do seu presidente D. António Vitalino Fernandes Dantas, Bispo de Beja e dos Bispos do Algarve e dos Açores, D. Manuel Neto Quintas e D. António de Sousa Braga.

Nos trabalhos participarão ainda alguns especialistas, como Mons. Luciano Guerra, Reitor emérito do Santuário de Fátima; Padre Sezinando Alberto, Reitor do Santuário Nacional de Cristo Rei, em Almada; Padre Miguel de Castro Loureiro, Comissário da Terra Santa em Portugal; Padre Francisco Sales Diniz, Director da Obra Católica Portuguesa das Migrações, entre outros.

Ao longo dos quatro dias dos trabalhos, os participantes irão perspectivar as orientações para a pastoral do turismo em Portugal, avaliar o trabalho já desenvolvido nas Dioceses, analisar a acção das agências de viagens e outras entidades promotoras de turismo religioso, reflectir sobre a pastoral das peregrinações e do acolhimento nos santuários portugueses e traçar linhas de actuação conjunta para uma pastoral da mobilidade humana em geral, com relevo para a componente do turismo.

A temática está em destaque nesta edição do semanário Agência ECCLESIA. Sobre a “Pastoral das Termas”, o Pe. Carlos Alberto da Graça Godinho, Pároco de Luso, defende que “as paróquias não poderão ficar à espera de quem procure os seus serviços, mas deverão ser capazes de definir meios para ir ao encontro de quem chega, franqueando-lhes as suas portas e fazendo propostas objectivas que ajudem os termalistas a viver o tempo de descanso, e de tratamentos, como um tempo propício para um renovado encontro consigo, com os outros e com Deus”.

O Cón. José Pedro de Jesus Martins, Vigário Episcopal da Diocese do Algarve, refere, por seu turno, que há necessidade de uma pastoral “em tempo de Verão”.

Entre outras sugestões, este responsável considera “recomendável” que neste período “se proporcionasse, através de equipas de leigos, particularmente os jovens, um horário mais dilatado de abertura de igrejas e santuários e um conveniente acolhimento nas celebrações litúrgicas” ou que “ao longo do tempo de veraneio se organizassem circuitos e visitas guiadas a Igrejas e Santuários, bem como a outros locais e monumentos de particular interesse”.

O dossier inclui ainda uma apresentação da Mensagem para o Dia Mundial do Turismo 2010, que se celebrará a 27 de Setembro, na qual o Vaticano apela a uma maior atenção ecológica por parte dos turistas de todo o mundo, lembrando o impacto desta indústria sobre o meio ambiente.

Dedicado ao tema da biodiversidade, o texto assinado pelo presidente do CPPMI, Arcebispo Antonio Maria Vegliò aponta “três grandes perigos, que requerem uma solução urgente: a mudança climática, a desertificação e a perda da biodiversidade”. “Esta última está a desenvolver-se nos últimos anos a um ritmo sem precedentes”, precisa.

Ecclesia

Pub