Pub

© Samuel Mendonça
© Samuel Mendonça

De acordo com a Agência Ecclesia, a igreja da Misericórdia de Faro foi classificada como monumento de interesse público, através de um decreto publicado hoje em ‘Diário da República’.

A portaria 173/2014 destaca que o monumento surgiu, no século XVI, no local da ermida manuelina do Espírito Santo, ligada ao hospital da mesma invocação, erguido após a transferência do centro urbano das Alcaçarias para a zona ribeirinha de Faro em 1499, “constituindo um dos equipamentos fundamentais da reestruturação urbana da cidade medieval”.

A classificação da igreja e hospital da Misericórdia de Faro reflete os critérios relativos ao “caráter matricial do bem, ao seu interesse como testemunho simbólico e religioso, ao seu valor estético, técnico e material intrínseco, e à sua conceção arquitetónica, urbanística e paisagística”.

Pub