Pub

A Igreja do Algarve pretende arrancar com dois novos projetos experimentais relacionados com transmissão da fé através da catequese das crianças e adolescentes mas que envolverão também as suas famílias e que têm vindo a ser desenvolvidos em várias dioceses do país com o apoio do Secretariado Nacional da Educação Cristã.

O primeiro deles, designado “Catequese Familiar”, pretende implementar, para além da catequese com os filhos, uma catequese em simultâneo para os pais, explicou ao Folha do Domingo o padre Flávio Martins, diretor do Secretariado da Catequese. “Os pais seguem o mesmo esquema do catecismo dos filhos para que, em casa, possa haver diálogo e interação entre uns e outros”, sustentou aquele responsável.

A catequese familiar engloba áreas como o despertar da fé e a formação parental, dirigidas especificamente à formação de educadores, pais e avós, com o objetivo de transformar o núcleo familiar num espaço primordial de educação cristã e transmissão da fé.

O segundo projeto a implementar, denominado “Despertar Religioso”, destina-se às creches e infantários dos Centros Sociais Paroquiais e visará a formação dos educadores.

“Gostaria de apresentar estes projetos aos párocos e depois tentar lançar algumas paróquias-piloto para começar a pouco e pouco porque isto também vai por contágio”, frisou o sacerdote, esperando que “cresça a adesão, como noutras dioceses”.

Aquele responsável destacou ainda que estes são “projetos que estão a ser reformulados a pouco e pouco”. “Com a experiência de cada paróquia podem-se ir adaptando e cada paróquia pode adaptar o seu próprio projeto”, acrescentou, considerando que as paróquias de Tavira, das quais é pároco, poderão ser paróquias-piloto.

O sacerdote apresentou estes entre outros projetos no Dia Diocesano do Catequista que decorreu no passado sábado no Centro Paroquial e Social de Loulé.

Samuel Mendonça

Pub