Pub

D. Manuel Quintas instituiu no ministério do leitorado os seminaristas Jesus Ejocha e Nelson Rodrigues, a frequentarem, respetivamente o estágio pastoral e o 5º ano de Teologia, e, no ministério do acolitado, o seminarista Nuno Coelho, no 6º ano do mesmo curso.

As instituições de leitores foram simbolicamente assinaladas com a entrega, por parte do prelado, da Sagrada Escritura, o livro da palavra de Deus que os leitores proclamarão na assembleia dos fiéis. No caso do acólito, a instituição foi assinalada com a entrega da patena (recipiente no qual se depositam as hóstias consagradas) com a missão de servir dignamente a mesa de Deus e da Igreja.

“Os leitores devem centrar a sua atenção e dedicação numa identificação crescente com Cristo, palavra viva, que está presente na eucaristia, na qual o acólito deve centrar não só a sua atenção, mas a sua adoração, para assimilar esta relação de amor e de serviço que constantemente o Senhor nos dá”, afirmou o prelado na sua homilia.

As instituições, agora pedidas pelos seminaristas, são um passo para as suas futuras ordenações presbiterais, uma vez que constituem um pressuposto para elas. As instituições reforçam ainda a intenção dos candidatos de orientarem as suas vidas, o caminho de formação humana e de fé e o aperfeiçoamento espiritual para a ordenação sacerdotal, respondendo ao apelo de Deus. Instituídos leitores e acólito, Jesus Ejocha e Nelson Rodrigues completaram a primeira de três etapas antes da ordenação sacerdotal (sendo a ordenação diaconal a última delas), enquanto Nuno Coelho já completou a segunda.

A instituição no ministério de leitor, que também pode ser conferida a pessoas não candidatas ao sacerdócio, consiste na capacitação para proclamar, solenemente, a Palavra de Deus na comunidade cristã e é assinalada, simbolicamente, com a entrega, por parte do prelado, da Sagrada Escritura, o livro da Palavra de Deus que o leitor proclamará na assembleia dos fiéis.

O serviço do acólito centra-se, de maneira particular, na eucaristia, a qual passa a ser distribuída por aquele que é instituído neste ministério, particularmente aos que não podem abeirar-se dela, como os doentes.

Jesus Ejocha, Nelson Rodrigues e Nuno Coelho são naturais, respetivamente, da Guiné Equatorial, da Conceição de Faro e de Lagoa.

Samuel Mendonça

Pub