Pub

Em fevereiro, Jorge Botelho disse que o museu iria abrir a 15 de abril, após mais de uma década de espera devido a problemas com o processo de autorização do Tribunal de Contas e dificuldades de financiamento.

"A inauguração está reprogramada para um data em junho, mas não será no dia da cidade [24]", afirmou o autarca à Lusa, explicando que o edifício que irá acolher o museu, situado no centro da cidade, foi alvo de obras de recuperação, que sofreram um atraso.

O autarca precisou que houve uma reunião da equipa técnica que está responsável pelo processo de musealização e decidiu-se que "os prazos para a abertura a 15 de abril eram muito apertados”.

Questionado sobre a data da inauguração, Jorge Botelho disse que ainda não estava definida, mas afastou a hipótese de ser a 24 de junho, dia da cidade.

"Será em junho, mas não no dia da cidade. Se fosse nesse dia, a inauguração teria que estar incluída numa série de eventos, e este museu merece um destaque próprio devido à sua importância para Tavira", justificou o autarca.

O museu vai permitir mostrar o património referente à ocupação islâmica da cidade, deverá empregar pelo menos 10 pessoas, além de integrar um posto de turismo do Turismo do Algarve.

Lusa

Pub