Inicio | Sociedade | Inaugurado e benzido o novo lar da Misericórdia de Faro

Inaugurado e benzido o novo lar da Misericórdia de Faro

Inauguracao_lar_misericordia_faro (10)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

A Santa Casa da Misericórdia de Faro (SCMF) inaugurou no passado sábado, 22 de dezembro, o novo lar de idosos com capacidade para 40 utentes, cuja primeira pedra tinha sido benzida e lançada em dezembro de 2015.

Situado na rua Vicente Ossónoba, perto da Escola Secundária de Pinheiro e Rosa, o novo lar – com capacidade para mais 40 utentes numa fase posterior – foi benzido pelo bispo do Algarve, após a eucaristia. D. Manuel Quintas destacou na celebração que aquela casa “será dom para os que poderão vir a usufruir dela ao longo dos tempos”.

Inauguracao_lar_misericordia_faro (1)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Na cerimónia de inauguração e bênção das instalações, realizada ainda no âmbito da celebração dos 500 anos de fundação da SCMF, o prelado regozijou-se com a nova infraestrutura de apoio aos idosos. “Estamos todos com o coração cheio de alegria, unidos a esta Santa Casa da Misericórdia, nesta celebração centenária que está a decorrer e é com muito gosto e muito orgulho que nos unimos a todos aqueles que a constituem e celebramos com eles este dia e esta inauguração. Sabemos que tudo isto reverte a favor de quem precisa e como são necessárias casas como esta nos dias de hoje”, afirmou.

Inauguracao_lar_misericordia_faro (6)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O novo equipamento social, que custou cerca de 1,5 milhões de euros, usufruiu de uma candidatura ao Fundo Rainha D. Leonor, promovido pela Santa Casa da Misericórdia de Lisboa na área do envelhecimento, que comparticipou a obra com 300 mil euros.

Inauguracao_lar_misericordia_faro (14)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Inez Dentinho, do conselho de gestão daquele fundo, disse que o mesmo “serve exatamente para prestar atenção a quem presta atenção”. “E quem presta atenção são os provedores, são eles que têm a melhor «antena» social no local, juntamente com a Igreja, porque sabem quais são os problemas e como é que os vão resolver e nós só somos um piparote financeiro para que isso aconteça”, sustentou.

Inauguracao_lar_misericordia_faro (15)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O provedor José Ricardo Candeias Neto disse, em declarações ao Folha do Domingo, que para além daquele fundo, o novo equipamento social não contou com mais nenhum apoio e que, do montante global da obra, falta pagar à banca meio milhão de euros. “Vamos vendendo algum equipamento doado ou herdado em testamento que não nos dá rendimento nenhum”, adiantou o provedor para explicar a amortização da dívida, dando como exemplo a venda, aprovada em assembleia geral, de um prédio na rua Lethes. “Esse dinheiro é para investir no lar da Torre de Natal porque ele foi concebido para centro de férias. Temos de transformar as camaratas em quartos duplos”, explicou, assegurando que o investimento ultrapassará os 200 mil euros.

Inauguracao_lar_misericordia_faro (16)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Candeias Neto lembra que o telhado do edifício-sede da Santa Casa abateu e que foi preciso “realizar obras no valor de quase meio milhão”. O provedor lamenta, ainda a este nível, que a Câmara de Faro não tenha viabilizado a construção de um prédio de sete andares com apartamentos para venda em terreno da Misericórdia.

Inauguracao_lar_misericordia_faro (17)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

Lembrando que o município ofereceu o equipamento geriátrico para a obra agora inaugurada, aquele responsável criticou ainda a falta de apoios do Estado. “Neste momento, a Misericórdia de Faro está a sentir a maior crise pós-25 de Abril porque os apoios estatais, no âmbito dos acordos de cooperação, mantêm-se há cinco ou 10 anos com os mesmos valores”, lamentou, assegurando que aquela instituição paga anualmente “mais de 3 milhões de euros por ano” de ordenados. “A Segurança Social, através dos acordos que temos com o Estado, dá-nos pouco mais de 2 milhões e 100 mil euros”, observou, assegurando que o “desequilíbrio” “aumenta de ano para ano”.

A SCMF, que tem um quadro de pessoal de 224 trabalhadores, assiste a 300 pessoas na área do envelhecimento.

Inauguracao_lar_misericordia_faro (20)
Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O novo lar foi construído em terreno da SCMF, com uma área bruta de construção de 1170 m2, numa área total de 5560 m2 que ainda tem espaço para a segunda fase. O provedor defendeu que o alargamento da resposta no apoio à terceira idade tenha em vista utentes com demência. “Acho que se deve alargar na área da demência porque a maioria das inscrições que temos são nessa área”, explicou, garantindo que não se irá recandidatar a outro mandato daqui a dois anos. “O próximo provedor que vier e a próxima mesa têm muito que fazer”, acrescentou.

A obra agora inaugurada só ficou pronta em 2017 devido à falência da construtora que ganhou o primeiro concurso, após a morte do dono da empresa.

Fotogaleria

Verifique também

Ordem diz que afirmação de ministra de que não faltam médicos no Algarve é “falsa”

A Ordem dos Médicos disse no sábado que é “falsa” a afirmação da ministra da …