Pub

Ponte_velha_portimaoA Estradas de Portugal (EP) anunciou ontem a conclusão da inspeção subaquática aos pilares da centenária ponte metálica de Portimão e assegurou que a estrutura está em bom estado de manutenção.

A ponte, datada de 1875 e que tem uma extensão de mais de 300 metros, ligando as duas margens do Rio Arade, esteve encerrada para obras de reabilitação, durante um ano e meio, entre 2007 e 2009, devido à existência de pilares degradados.

Em comunicado, a empresa adianta que, da inspeção visual efetuada por técnicos mergulhadores aos pilares submersos da ponte metálica de Portimão, “resultou a confirmação do seu bom estado de manutenção”.

Segundo a Estradas de Portugal, esta tratou-se da primeira inspeção subaquática realizada em exclusivo pelos técnicos mergulhadores do Centro de Inspeções Subaquáticas de Obras de Arte da empresa.

A realização desta inspeção decorre do ciclo normal de inspeções subaquáticas que a EP realiza regularmente no âmbito do Sistema de Gestão de Conservação das Pontes, acrescenta a empresa.

A Ponte Metálica de Portimão é constituída por uma superstrutura treliçada (rede de vigas cruzadas) metálica de tabuleiro superior em betão armado, assente em pilares e encontros de alvenaria, num total de dez elementos de apoio, sublinha a EP.

A empresa observa que a gestão das obras de arte sob jurisdição da Estradas de Portugal tem sido uma dos principais áreas de investimento da EP, tendo para isso sido criado o Centro de Inspeções Subaquáticas às Pontes.

A criação do centro surgiu de uma proposta de técnicos da empresa, com experiência na inspeção de obras de arte, que conduziu a que se iniciasse um processo de formação técnica especializada para a realização de inspeções subaquáticas.

A formação efetuou-se em Málaga, com a duração de 200 horas, para a obtenção de certificação de mergulhador profissional, que permite realizar mergulhos até 30 metros de profundidade, conclui a EP.

Pub