Pub

A estudante de doutoramento apresentou um trabalho de investigação sobre a Conservação e Gestão da Biodiversidade no Parque Marinho Professor Luiz Saldanha: “Estudo do Efeito Reserva nas Comunidades Marinhas de Substratos Móveis”.

O estudo apresentado por Inês Sousa foi desenvolvido no âmbito do projeto LIFE-BIOMARES, do Centro de Ciências do Mar. O trabalho recebeu rasgados elogios por parte do representante do júri, Emanuel Gonçalves, que o destacou “tanto pela sua particularidade de investigação e rigor científico, como pela apresentação dos resultados obtidos”.

Os resultados deste trabalho trouxeram informação sobre a efetividade das medidas de proteção implementadas no Parque Marinho e revelam que estas estão a beneficiar as espécies piscícolas que vivem associadas ao fundo, o que leva a concluir que o Parque Marinho Professor Luiz Saldanha está a ter um papel efetivo na gestão sustentável dos recursos pesqueiros da região, de notável importância social e ecológica.

Inês Sousa tenciona dar continuidade ao estudo, no âmbito do seu doutoramento e o valor do prémio será aplicado diretamente em investigação e no apoio à participação em congressos/eventos de divulgação pública.

Para além do primeiro prémio, foram ainda entregues menções honrosas a outros trabalhos, onde se destaca igualmente o desenvolvido por Rita Borges, também investigadora do CCMAR, pelo estudo “Conhecer para Proteger – A Fase Larvar dos Peixes no Parque Marinho Professor Luiz Saldanha”.

O Prémio Científico Sesimbra contempla trabalhos de investigação originais diretamente relacionados com o concelho. É organizado pela Câmara Municipal de Sesimbra em colaboração com o Turifórum Sesimbra. O Prémio tem o valor de 10 mil euros e um dos seus objetivos é a divulgação do trabalho vencedor ao público geral.

A cerimónia de entrega do Prémio Científico Sesimbra decorreu no passado fim-de-semana no Cineteatro Municipal João Mota.

Pub