Pub

Praia_vale_dos_homens_rogilA Sociedade Polis Litoral Sudoeste consignou hoje oito empreitadas para qualificar praias, portinhos de pesca, sistemas costeiros e pequenas zonas urbanas do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina, num investimento de 3,9 milhões de euros.

“As empreitadas vão ajudar a que a frente costeira do Sudoeste Alentejano e da Costa Vicentina fique mais resiliente e também valorizar a oferta da zona em termos turísticos e económicos”, disse à agência Lusa o secretário de Estado do Ambiente, Paulo Lemos.

Segundo o governante, que falava após ter participado no ato de assinatura dos autos de consignação, que decorreu hoje, em Odemira, na sede da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, trata-se de empreitadas de qualificação de zonas balneares, portinhos de pesca e pequenos aglomerados costeiros, os quais “podem ajudar a atividade económica”.

De acordo com a Sociedade Polis Litoral Sudoeste, as obras hoje consignadas vão decorrer nos concelhos de Santiago do Cacém, Sines e Odemira, no litoral alentejano, e de Aljezur, no Algarve.

Trata-se das empreitadas da primeira fase de recuperação e proteção de sistemas costeiros em Santo André (Santiago do Cacém), de 568.179 euros, e de qualificação e valorização dos pequenos aglomerados urbanos de Zambujeira do Mar (Odemira), de 1.111.940 euros, e da praia de Odeceixe (Aljezur), de 249.984 euros.

Também foram consignadas as empreitadas de qualificação e de valorização dos portinhos de pesca de Odemira, de 617.397 euros, e da 1.ª fase de qualificação e valorização do portinho de pesca do Forno (Aljezur), de 305.505 euros.

Foram ainda consignadas as empreitadas de qualificação e valorização da praia do Malhão (Odemira), de 798.504 euros, e da primeira fase de qualificação e valorização da praia da Samouqueira (Sines), de 267.460 euros,

As obras são financiadas por fundos comunitários, do Ministério do Ambiente e Ordenamento do Território e das autarquias abrangidas.

As empreitadas fazem parte do conjunto de intervenções de requalificação e valorização que a Sociedade Polis Litoral Sudoeste está a desenvolver ao longo dos 150 quilómetros de frente costeira do Litoral Alentejano e da Costa Vicentina e que envolve um investimento total de 40,1 milhões de euros.

Pub