Pub

O sítio online Educris informa que a irmã Arminda Faustino, religiosa das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus, foi nomeada coordenadora do Departamento de Catequese do Secretariado Nacional da Educação Cristã, esta sexta-feira, dia 1 de outubro.

A irmã Arminda Faustino veio para a Diocese do Algarve em setembro de 2020 para ser a responsável pelo Setor Diocesano da Catequese da Infância e da Adolescência.

A nova coordenadora do Departamento de Catequese do SNEC afirma que se tem de “sintonizar” a catequese “como uma tarefa de todos” na Igreja, “e não do Papa, do bispo ou do padre”.

“Cada um deve assumir a graça que nos é confiada de acompanhar outros no conhecimento de Jesus, em sinodalidade e atentos aos desafios que a sociedade nos apresenta”, disse a irmã Arminda Faustino, explicando que têm de “sintonizar” a catequese como “uma tarefa de todos e não do Papa, do bispo ou do padre”.

A irmã Arminda Faustino explicou que a missão dos catequistas “não se realiza individualmente”, e recorda que são “enviados pela comunidade”.

“A Igreja envia-nos sempre ‘dois a dois’”, acrescentou a irmã Arminda Faustino, que estudou Pastoral Juvenil e Catequética, na Universidade Salesiana em Roma.

No dia em que Portugal entrou na última fase de desconfinamento, no contexto da pandemia Covid-19, a responsável observa que a “catequese pode dar muito à Igreja” e que “é tempo de perceber a catequese como missão de toda a Igreja”.

“Temos que caminhar com os nossos bispos e párocos. É um desafio que exige de cada um, mas é o caminho que devemos percorrer a exemplo de Jesus”, referiu a irmã Arminda Faustino.

A missionária Reparadora do Sagrado Coração de Jesus incentivou os catequistas a “aceitarem as surpresas e novidades de Deus, que se vai revelando e interpelando”, e sublinhou que na catequese “não se pode trabalhar isoladamente”.

A nova coordenadora do Departamento de Catequese do Secretariado Nacional da Educação Cristã vê esta nomeação como “um grande desafio”, que aceita “em corresponsabilidade” e “como membro da Igreja em Portugal”.

“Não vejo esta nomeação como um desafio para mim, mas para toda a congregação de que faço parte uma vez que é a oportunidade de continuar a praticar o nosso carisma de servir a Igreja na evangelização e na catequese”, desenvolveu.

O presidente da Comissão Episcopal da Educação Cristã e Doutrina da Fé (CEECDF), D. António Moiteiro, escreveu uma mensagem aos Secretariados diocesanos da Catequese das Dioceses Portuguesas onde agradece “a disponibilidade e espírito de entrega” da irmã Arminda Faustino.

Segundo o bispo de Aveiro, a religiosa vai “enriquecer” todos com a sua “experiência, sabedoria e espírito de missão ao serviço do Evangelho” no Departamento da Catequese do Secretariado Nacional da Educação Cristã (SNEC).

A irmã Arminda Faustino é natural de Leiria e já trabalhou ao serviço da catequese nas Dioceses de Viseu, Angra, Portalegre-Castelo Branco e Algarve.

O presidente da CEECDF afirmou também que se vivem “tempos de grandes desafios na nobre tarefa da catequese”,

“Agarremo-los, solícitos, atentos à voz do espírito e atentos às realidades humanas que servimos”, acrescentou D. António Moiteiro, bispo de Aveiro, informa o sítio online ‘Educris’.

com Agência Ecclesia

Pub