Pub

O Secretariado Nacional das Comunicações Sociais (SNCS) promove a partir de hoje as suas jornadas anuais, com o tema ‘Zoom in/Zoom out. Confinamentos e comunicação’, analisando o impacto da pandemia no setor.

O programa prevê esta tarde a partilha de experiências de comunicação, com análise de projetos nas dioceses de Portugal, seguindo-se um tempo de “análise e perspetivas”.

A agenda de amanhã começa com a projeção de “roteiros para a comunicação”, a partir de cinco verbos: incluir, apoiar, aprender, conhecer e aproximar.

Os trabalhos encerram-se com a conferência “Comunicar, hoje e amanhã”.

Isabel Figueiredo, diretora do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais (SNCS), disse à Agência Ecclesia que a pandemia trouxe mudanças ao setor que obrigam a um novo “olhar”.

“Um olhar atento, focando o presente, mas também conseguindo afastar um pouco para projetar o futuro”, assinala a responsável.

O tema vai estar no centro das Jornadas Nacionais de Comunicação Social.

“A comunicação transformou a pandemia e esta transformou-nos a nós”, aponta a diretora do SNCS.

Para Isabel Figueiredo, mais do que fazer um “balanço do certo e do errado” no que foi feito durante os últimos meses, interessa “olhar para a frente”, estando “junto dos profissionais, de quem comunica”.

A diretora do SNCS elogia a forma como profissionais e instituições conseguiram alterar a forma de comunicar, adaptando-se às limitações impostas pela Covid-19.

“Foi preciso ter a capacidade de perceber como fazer mais e melhor”, refere.

Em 2020, as jornadas nacionais decorreram em formato online, debatendo a comunicação em tempo de pandemia em seis setores: informação, assessoria, imprensa regional, conteúdos digitais, eventos online e geração Z.

Já este ano, a 14 de maio, o SNCS e a Obra Nacional da Pastoral do Turismo (ONPT) promoveram um colóquio sobre os desafios da era pós-pandemia nos respetivos setores, pedindo atenção e tempo para as pessoas.

D. João Lavrador, presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Socais, convidou os participantes a reconhecer o papel dos jornalistas para “dar voz” a quem sofre com a pandemia, num trabalho de proximidade.

Na sua carta/convite, o responsável incentiva à participação e inscrição que podem ser acompanhadas em duas modalidades, pelos meios digitais e presencialmente, na Domus Carmeli, em Fátima.

com Agência Ecclesia

Pub