Pub

A edição deste ano, que teve como temas "Alegrai-vos sempre no Senhor" e “Ide e fazei discípulos de todos os povos”, contou a participação de oito músicas de paróquias da Diocese do Algarve.

O festival teve início com uma palavra de acolhimento por parte do padre António de Freitas, assistente do Secretariado Diocesano da Pastoral Juvenil (SDPJ), que foi também o presidente do júri composto ainda pelo diácono Vasco Figueirinha, por Sara Brito, por Gonçalo Santos e Marlene Santos.

O sacerdote começou por desvalorizar a dimensão competitiva daquela iniciativa, explicando que todos eram vencedores “por colocarem os dons e as qualidades a render em favor dos outros” e as “qualidades criativas em favor da evangelização”. “A Igreja está rejuvenescer e o Espírito vai atuando e a força de Deus é muito maior do que possamos imaginar”, sustentou, acrescentando que “os jovens querem ser construtores de uma nova Igreja”.

A noite teve continuidade com o desfile das canções concorrentes pelo palco. Temas diversos, com sonoridades marcadamente pop, começando pela paróquia de Quarteira, com a música “Alegrar-me em Ti, Senhor”, seguindo-se a paróquia de Quelfes com “Semente do Amor”, e a paróquia da matriz de Portimão com o tema “Uma vida feliz”. Depois foi a vez da paróquia da Luz de Tavira com “Contagia-te” e em seguida a paróquia de Moncarapacho com a canção “Alegrai-vos!! (Nosso Salvador)”. Em sexto lugar atuou o grupo das paróquias de Raposeira, Vila do Bispo e Sagres com “Ama Jesus” e, em sétimo, a paróquia da Sé de Faro, com “Dou-te asas para voar”. A oitava canção a ser interpretada foi a da paróquia da Guia, intitulada “Podes estar longe”.

A noite foi ainda abrilhantada com as participações de um grupo do Colégio de Nossa Senhora do Alto e do humorista algarvio Môce dum Cabréste.

O bispo do Algarve, que agradeceu ao SDPJ a organização e exprimiu a “gratidão de toda a diocese pelo serviço, disponibilidade e doação” dos membros da sua equipa, desafiou os jovens a considerarem-se “enviados da alegria” pela presença de Cristo na sua vida.

O festival terminou com a entrega dos prémios de Melhor Mensagem à canção da paróquia de Moncarapacho, com letra e música de Luís Lopes; Terceiro Lugar ao grupo das paróquias de Raposeira, Vila do Bispo e Sagres, com letra e música de Carina Lima e Cláudia Carrilho; Segundo Lugar à paróquia de Quarteira, com letra e música de Lígia Pereira; Primeiro Lugar à paróquia da Quelfes, com letra e música de Brígida Tomé e Gisela Silva, sendo que esta representará a Diocese do Algarve no festival nacional em Fátima, a realizar-se no dia 1 de dezembro deste ano.

Samuel Mendonça

Pub