Pub

A edição deste ano, que teve como tema "Enraizados e Fundados em Cristo, Firmes na Fé", contou a participação de nove músicas de seis paróquias da Diocese do Algarve.

O festival teve início com uma palavra de acolhimento por parte do padre Pablo Lima, director do Departamento Nacional da Pastoral Juvenil, que foi também o presidente do juri composto ainda pelo padre Carlos de Aquino, pela irmã Beatriz Santos, por Anabela Nobre e por Paulo Cabrita.

O sacerdote começou por desvalorizar a dimensão competitiva daquela iniciativa, explicando que todos eram vencedores porque iriam transmitir uma “palavra de fé e testemunho”. “Sempre que alguém dá testemunho, todos ganhamos e ficamos mais ricos”, justificou o padre Pablo Lima, apontando a Eucaristia, celebrada na tarde daquele dia com os jovens participantes, como “o momento mais alto” daquele festival. “Continuai a dar testemunho do que é estar fundados em Cristo”, apelou, exortando já no fim da noite à participação de todos no festival nacional a realizar em Fátima, no dia 5 de Dezembro deste ano, no Centro Pastoral Paulo VI.

A noite teve continuidade com o desfile das canções concorrentes pelo palco, começando pela paróquia de Quarteira, com a música “Firmes na Fé”, seguindo-se a paróquia de São Pedro de Faro com “Carta de Amor em Si7m5b”, e a paróquia de Quelfes com o tema “Eis-me aqui”. Depois foi a vez da paróquia de Bensafrim com “História de Fé” e em seguida a paróquia de Sé de Faro com a canção “Em Ti fundamos o coração”. Em sexto lugar actuou a paróquia da Luz de Tavira com “Enraizados no Amor” e, em sétimo, o Centro de Bem-Estar Social Nossa Senhora de Fátima, também da paróquia de Quelfes, com “Enraizados e Fundados em Cristo”. A oitava canção a ser interpretada foi a da Obra de Nossa Senhora das Candeias, igualmente da paróquia de Quelfes, com o tema “Firmes na Fé”, e, por último a paróquia de Nossa Senhora da Conceição, matriz de Portimão, com o tema “O Amor em Qualquer Lugar”.

O Bispo do Algarve, que marcou presença nesta iniciativa promovida pelo Sector da Pastoral Juvenil da Diocese do Algarve, destacou a “capacidade artística” dos jovens participantes e a “mensagem testemunhante e evangelizadora” das canções a concurso.

D. Manuel Quintas sublinhou que “a música continua a ser um meio importantíssimo de nos aproximarmos uns dos outros, de partilharmos sentimentos mais profundos (inclusivamente a nossa fé), e, sobretudo, de nos entusiasmarmos pela pessoa de Cristo”. “Obrigado pelo testemunho que me deste esta noite”, disse aos participantes.

O festival terminou com a entrega dos prémios de Melhor Mensagem à canção da Obra de Nossa Senhora das Candeias, com letra e música do Grupo das Luzinhas e Ludovino Dias; Terceiro Lugar à paróquia de Quelfes, com letra de Lúcia Guerreiro e música de Brígida Tomé; Segundo Lugar à paróquia de Quarteira, com letra e música de Jorge Semião; Primeiro Lugar à paróquia da Sé de Faro, com letra de Cláudio Adriano e Andreia Horta e música de Cláudio Adriano, Ana Sousa, Beatriz Miranda e Luís Sousa, sendo que esta representará a Diocese do Algarve no festival nacional em Fátima, a realizar-se no Centro Pastoral Paulo VI, no dia 5 de Dezembro deste ano.

Pub