Pub

"A intenção é anular a extinção da freguesia da Fuseta e a formação da União das freguesias de Moncarapacho e Fuseta, prevista no âmbito da reorganização administrativa", afirmou à agência Lusa José Brás Bernardino, o presidente da junta da Fuseta.

A ação administrativa especial contra a prática de ato administrativo, aprovada por unanimidade em Assembleia de Freguesia, foi entregue no dia 29 de abril no STA.

Segundo José Brás Bernardino, a ação contra a Assembleia da República, "visa anular e travar um ataque e um impedimento ao bem-estar, progresso e desenvolvimento da população da Fuseta".

"A freguesia sai prejudicada, uma vez que tem autonomia financeira e características muito diferentes da de Mocarapacho e, como tal, não vamos beneficiar em nada com esta união", sustentou o autarca.

Segundo o novo mapa de reorganização do território das freguesias, o concelho de Olhão passa das atuais cinco – Fuseta, Moncarapacho, Olhão, Pechão e Quelfes – para quatro freguesias, pela agregação e criação da União das freguesias da Fuseta e Moncarapacho.

Lusa

Pub