Pub

Uma plataforma digital de gestão de ocorrências reportadas pela população em tempo real, entrou ontem em funcionamento em Lagoa, concelho pioneiro na região a adotar “um sistema inteligente” de gestão do espaço público.

“Trata-se de uma plataforma, através da qual a população pode reportar os vários problemas no concelho e que permite à autarquia uma gestão com decisões operacionais mais eficientes”, disse o presidente da Câmara de Lagoa, Francisco Martins, durante a apresentação do sistema digital.

A plataforma resultante de uma parceria da autarquia e do grupo de comunicações NOS, é gerida por técnicos municipais, a partir de um centro de controlo designado como “SmartCity”, responsável pela triagem dos dados, encaminhando-os para os serviços respetivos.

“São todas as questões relativas aos espaços públicos, como o ambiente, gestão de resíduos, água, energético e de obras, e que dá à população a oportunidade de participar ativamente na resolução dos problemas, contribuindo para melhorar a cidade”, sublinhou o autarca.

Francisco Martins frisou que o sistema digital inteligente de monitorização em tempo real, “terá uma importância acrescida na gestão financeira, com a rentabilização dos recursos, quer materiais, quer humanos”.

“É um suporte tecnológico com sistemas de gestão inovadores, vocacionado para a racionalização e monitorização administrativa, uma vez que os dados recolhidos no centro de controlo, dão início aos respetivos processos de resolução”, sublinhou o presidente da Câmara de Lagoa.

Segundo o autarca, a inauguração do centro de controlo marca o início do plano estratégico “delineado para o futuro inteligente do concelho de Lagoa”.

No âmbito do projeto SmartCity, o município de Lagoa prevê implementar no futuro, uma rede de sensores para melhorar a interação e proximidade entre a autarquia e a população, “numa comunicação e gestão de recursos mais participativa e eficiente”, destacou o presidente da autarquia.

A plataforma digital está apenas acessível através do endereço na internet smartcity.cm-lagoa, obrigando a um registo do utilizador, não existindo, para já, aplicações para telemóveis ou tablet’s.

Após a aceitação do registo pelos serviços municipais, os utilizadores podem reportar as situações e anexar ficheiros digitais, como fotografias, relacionados com segurança, trânsito, obras, ambiente, eletricidade, mobilidade, gestão de água e resíduos.

Os dados são recebidos em tempo real, o que permite através de um mapa interativo, identificar de imediato os locais e problemas reportados pelos utilizadores.

A Câmara de Lagoa é pioneira no Algarve a adotar o “sistema inteligente” com monitorização em tempo real.

Pub