Pub

Macário Correia vai deslocar-se à Argentina entre 24 e 28 de maio, numa visita oficial, e o principal objetivo é o “estreitamento dos laços com a comunidade com raízes farenses aí residente e numa perspetiva económica, no sentido de apresentar as potencialidades de investimento existentes no concelho”, informou hoje a autarquia, em comunicado de imprensa.

Segundo a câmara, residem hoje na Argentina segundas e terceiras gerações de algarvios com expressão na vida local e cujas famílias emigraram em meados do século XX. Uns ficaram por Buenos Aires e outros desceram até à Patagónia, em Comodoro Rivadavia.

A cidade de Faro é geminada desde janeiro de 2008 com a cidade de Comodoro Rivadavia, na Província de Chubut. O Governador de Chubut é oriundo do Patacão (localidade de Faro) e o Intendente (presidente da câmara municipal) de Comodoro é também descendente de famílias de Faro.

“É neste quadro de relação de respeito para com a comunidade farense residente na Argentina que se realiza esta visita de trabalho, no qual se incluem várias reuniões de caráter económico, empresarial e cultural”, explica a autarquia.

Macário Correia foi já a São Paulo, no Brasil, com o objetivo de captar investidores para apostarem nas unidades hoteleiras na capital algarvia.

Tentar captar empresários do Brasil para investir numa unidade hoteleira na Penha, junto à Universidade do Algarve, e na Fábrica da Cerveja (centro de Faro) ou trazer concorrentes para participar nos concursos dos Núcleos de Desenvolvimento Turístico (NDT) do concelho de Faro para 1030 camas foram alguns dos temas que Macário Correia negociou no Brasil.

Lusa

Pub