Breves
Inicio | Cultura | Maioria de residentes e turistas satisfeitos com eventos do 365 Algarve

Maioria de residentes e turistas satisfeitos com eventos do 365 Algarve

Foto © Samuel Mendonça

A maioria dos residentes e turistas no Algarve que assistiram a eventos do programa 365 Algarve estão satisfeitos com a experiência, indica um estudo conduzido pela Universidade do Algarve que incluiu a realização de 1.200 inquéritos.

Em comunicado, a Região de Turismo do Algarve, entidade que promoveu o estudo, adiantou que 84% dos residentes e 79% dos visitantes que assistiram a eventos daquele programa cultural “ficaram satisfeitos com a sua experiência e pretendem recomendar a iniciativa nos seus círculos mais próximos”.

O 365 Algarve é um programa cultural que complementa a oferta tradicional do Algarve, em época baixa, com mais de 1.000 apresentações artísticas espalhadas pela região, com especial enfoque no interior, e cuja primeira edição termina a 31 de maio.

“A maioria viu as suas expetativas serem superadas, pretende participar em outros eventos do programa e considera o 365 Algarve uma iniciativa inovadora, bastante diversificada e com eventos e espaços de excelência”, conclui o estudo, que visou aferir as preferências e o grau de satisfação e conhecimento do público que participa nos eventos daquele programa.

De acordo com o estudo, a percentagem de participação nos eventos do programa 365 Algarve é “elevada”, sendo que 54% dos residentes assistiram, em média, a dois eventos e 76% dos visitantes a, pelo menos, uma apresentação, com as preferências a recaírem nos espetáculos musicais, de dança e teatro.

A atratividade do programa, o gosto pelos eventos escolhidos e o gosto pela cultura foram os principais motivos que levaram tanto os residentes como os visitantes a participar.

O facto de os eventos decorrerem perto dos locais de residência é um fator de relevo para os residentes, enquanto para os visitantes pesou a possibilidade de usufruir de novas experiências no Algarve através de eventos diferenciadores.

De uma forma geral, os participantes no estudo solicitaram maior diversificação, maior dispersão geográfica, maior divulgação antecipada dos eventos a decorrer e horários mais ajustados.

O estudo mostra ainda que o programa 365 Algarve é conhecido tanto por residentes (70%) como por visitantes (57%), tendo o logótipo sido visto por 61% dos residentes e 47% dos visitantes, enquanto os anúncios foram vistos por 57% dos residentes e 47% dos visitantes.

“Logótipos e anúncios são menos reconhecidos entre os visitantes, o que indica a necessidade de apostar numa maior promoção e divulgação em canais nacionais e internacionais, pois os visitantes acabam, de uma forma geral, por participar nos eventos sem planeamento prévio”, refere a RTA.

As redes sociais, a Internet, os ‘outdoors’ e os jornais e revistas são os meios pelos quais o público tomou conhecimento do programa, conclui.

Para o desenvolvimento deste estudo, foram promovidos 1.200 inquéritos (181 ao público, 314 a turistas e 314 a residentes) e oito entrevistas a ‘stakeholders’.

A maioria dos inquiridos tem uma idade média de 53 e 46 anos (residentes e visitantes, respetivamente), e tem um nível de educação superior (65% e 73%).

Os inquiridos residentes no Algarve têm nacionalidade portuguesa (53%), inglesa (26%), holandesa (5%) e alemã (4%) e provêm maioritariamente do centro e sotavento algarvios.

Os visitantes são provenientes, na sua maioria, de Portugal (53%), – principalmente da região Centro (10%), da Área Metropolitana de Lisboa (26%) e da Região Autónoma da Madeira (10%) -, dos Estados Unidos, Reino Unido, Holanda e Bélgica.

Verifique também

Direção de Cultura do Algarve recupera torre do século XII no castelo de Paderne

O castelo de Paderne vai ser sujeito a uma intervenção para consolidar uma torre do …