Pub

Entre rafeiros, dálmatas, boxers ou pastores alemães, reuniram-se no Pavilhão Municipal de Loulé centenas de cães, vigiados de perto pelos donos, que se esforçavam por mantê-los quietos junto dos outros animais.

O percurso, de cinco quilómetros, dura cerca de duas horas, disse aos jornalistas Aníbal Moreno, vereador da Câmara de Loulé, lembrando que a iniciativa visa igualmente alertar para os cuidados que os donos dos cães devem ter nas cidades.

“Temos dispensadores para colocar os dejetos dos animais, mas sabemos que muitas vezes as pessoas não respeitam”, afirmou, apelando às pessoas para que tenham o cuidado de não “prejudicar a qualidade de vida na cidade”.

O objetivo do passeio passa também por recolher donativos ou rações para o Canil S. Francisco de Assis, que se debate com problemas financeiros e com falta de espaço para os animais, contou à Lusa a responsável pelo espaço.

No final da “Cãominhada”, que se desenvolve ao longo de zonas rurais a Norte da cidade de Loulé, haverá uma sessão de esclarecimento acerca de algumas doenças que afetam os cães.

Lusa

Pub