Pub

O Ministério das Finanças indica em comunicado que os cigarros apreendidos – das marcas Marshall, Respect, Ducal -, eram transportados no ferry “Volcan de Tijarafe”, barco que opera a linha regular Portimão – Madeira – Canárias.

“A maioria dos cigarros apreendidos encontrava-se no interior de um veículo de mercadorias de matrícula espanhola, cuja única ocupante (…) se encontra detida”, lê-se no comunicado de imprensa, que acrescenta que o “restante tabaco se encontrava em malas de viagem transportadas por dois passageiros, ambos de nacionalidade marroquina”.

Segundo o Ministério das Finças, o cigarros apreendidos domingo passado têm um valor comercial de 74 615 mil euros e a sua introdução ilegal no consumo em Portugal lesaria o Estado português em cerca de 66 032 mil euros.

Durante este ano, as apreensões das autoridades portuguesas no Cais Comercial de Portimão cifram-se em 4 910 840 cigarros, com o valor comercial de 828 326 euros.

Muito recentemente, no dia 07 de dezembro, as autoridades portuguesas já haviam apreendido 82 mil cigarros no porto de Portimão camuflados em oito malas de viagem transportadas por quatro passageiros no barco “Volcan de Tijarafe”.

Lusa

Pub