Pub
Foto © Paulo Novais/Lusa

O presidente da República Portuguesa foi cumprimentar os algarvios que estão a participar na Jornada Mundial da Juventude (JMJ) no Panamá.

Marcelo Rebelo de Sousa aproximou-se ontem dos 28 algarvios e dos restantes portugueses que ali estavam quando chegou ao Campo São João Paulo II, por volta das 17h30 (22h30, em Lisboa), para participar na vigília de oração com o papa que decorreu esta noite.

O presidente português perguntou aos algarvios se estariam naquele local na celebração da eucaristia deste domingo. “Estão por aqui, não estão? Eu estou mesmo ali atrás”, afirmou, acrescentando que “amanhã vai ser um grande momento por volta das 10h [15h, em Lisboa]”. “Vamos já começando a preparar”, aditou, considerando que “vai ser uma experiência única”.

À chegada de Rebelo de Sousa, os portugueses gritaram: “Portugal! Portugal!”

O chefe de Estado, que distribuiu cumprimentos e tirou ‘selfies’, quis ainda saber de onde vieram e qual a rota aérea que fizeram para chegar ao Panamá.

Os algarvios e restantes portugueses estavam numa zona reservada, muito perto do palco, cujo acesso lhes foi concedido através de ingressos especiais. É nesse lugar privilegiado que estão a participar na vigília de oração, o mesmo onde irão permanecer esta noite e participar na eucaristia de amanhã de encerramento da JMJ.

Para chegar ao Campo São João Paulo II, por volta das 13h30 (18h30, em Lisboa) os algarvios fizeram uma longa caminhada e estiveram cerca de três horas para conseguir entrar no local da vigília. Calcula-se que pernoitarão esta noite ali mais de 200 mil jovens.

Pub