Pub

A primeira-dama, que falava na sessão de inauguração da exposição dos seus presépios, no Convento de Santo António, referiu-se ao “exemplo extraordinário” dado por aquele município, afetado pela passagem de um tornado no passado dia 16 de novembro, que causou 13 feridos e muita destruição.

Maria Cavaco Silva considerou que Silves deu, “nestes tempos difíceis e duros”, um exemplo que “tocou «campainhas de Natal» antes da quadra, no coração de todos”. “Vimos essas imagens de todos unidos a trabalharem juntos para dar, de novo, uma «cara lavada e fresca» depois da tempestade”, destacou a primeira-dama, referindo-se à importância da “lição de dar as mãos, de unir vontades, de trabalhar em conjunto”, dada pelo município algarvio.

Também o Presidente da República, Cavaco Silva, seu marido, já tinha considerado, numa mensagem escrita na sua página da rede social Facebook, “comovente” e um “exemplo” a seguir a solidariedade das “populações” com os afetados pelo mau tempo no Algarve, sublinhando que “juntos” e “determinados” os portugueses vencerão as “adversidades”.

Logo após fenómeno meteorológico, cerca de mil voluntários, vindos de todas as freguesias do concelho de Silves, mas também de áreas fora do município, participaram numa operação de limpeza em resposta aos apelos da câmara municipal e foram ajudar os serviços camarários a limpar a cidade.

Samuel Mendonça

Pub