Pub

O custo total da obra ascenderá a cerca 1,1 milhão de euros, tendo a empresa Constrope, S.A apoiado o investimento com 813 mil euros e a Segurança Social e o Município de Monchique com 325 mil euros.

Para o presidente do Centro de Dia de Marmelete (entidade gestora do projeto), Eleutério Torrado, “entramos agora numa outra fase deste projeto. Depois da componente burocrática, de todas as aprovações, acordos e assinaturas, esta cerimónia marca o início de um sonho. Ver começada esta obra representa o esforço de toda uma população que sempre acreditou que isto era possível.”

Também o presidente da Câmara Municipal de Monchique marcou presença na cerimónia. Rui André explicou que o lar “para além de constituir uma resposta social, será também gerador de postos de trabalho na freguesia, pelo que isso assume de relevante no período que vivemos em relação ao emprego e à fixação de pessoas no interior.”

“Este ato marca o início de um vasto conjunto de projetos que temos em carteira. Na área social, seguir-se-á a construção do Centro de Dia de Alferce e a execução do Plano Gerontológico de Monchique, que assume o Envelhecimento não como um problema, mas sim como uma oportunidade, para além de uma série de iniciativas nesta área”, revelou.

A Câmara Municipal de Monchique prevê que o lar entre em funcionamento no prazo de um ano.

Pub