Pub

O alerta azul também será acionado entre as 10:00 e a meia noite nos distritos de Castelo Branco, Santarém, Portalegre, Lisboa, Setúbal, Évora e Beja.

O alerta amarelo é o terceiro mais grave de uma escala de quatro níveis, destinando-se a chamar a atenção para a "possibilidade de ocorrência de fenómenos que não sendo invulgares, podem representar um dano para pessoas e bens".

Para Faro e para os distritos que estarão sob alerta azul, a ANPC enumera como "efeitos expetáveis" cheias rápidas em meio urbano, cortes de estrada devido a inundações, danos em estruturas, queda de árvores, deslizamento de terras, dificuldades com embarcações e acidentes de viação.

Estes alertas decorrem das previsões de mau tempo do Instituto de Meteorologia (IM), que colocou hoje em aviso laranja, o segundo mais grave numa escala de quatro, o arquipélago da Madeira e em amarelo 14 distritos de Portugal continental devido ao vento e chuva.

Para o arquipélago da Madeira, o IM prevê ventos muito fortes, sobretudo nas terras altas, com rajadas que podem atingir os 100 quilómetros por hora.

No continente, os distritos de Vila Real, Bragança, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra, Castelo Branco, Santarém, Portalegre, Lisboa, Setúbal, Évora, Beja e Faro estão sob aviso amarelo, o terceiro mais grave, devido à previsão de chuva, com possibilidade de aguaceiros fortes e condições para a ocorrência de trovoadas.

Nestes distritos, o vento vai soprar forte, com rajadas que podem alcançar os 90 quilómetros por hora.

A barra do Douro permanece fechada, enquanto a barra de Vila do Conde está condicionada a toda a navegação por assoreamento à sua entrada.

Para hoje, em Portugal continental, o IM prevê ainda uma descida da temperatura máxima, em especial no interior norte e centro, estimando-se um máximo de 12 graus Celsius para o Porto, 15º para Lisboa, 16º para Faro, 16º também para Ponta Delgada e 19º para o Funchal.

Lusa

Pub