Pub

Segundo disse à agência Lusa o comandante da corporação, ambas as pontes – a de São Domingos e a de Almargem -, foram interditadas cerca das 04:00 de hoje, uma situação que diz ser "habitual" sempre que chove muito.

A ponte de São Domingos é atravessada pela estrada que liga Tavira a Cachopo e a ponte de Almargem pela estrada que liga Tavira às Quatro Estradas do Prego, acrescentou o comandante dos bombeiros.

Além das duas pontes, estão também cortadas ao trânsito três estradas: a Estrada Municipal 397 (que liga Tavira a Cachopo), a estrada de Almargem e a estrada de Asseca, referiu o comandante da corporação.

"São zonas baixas e ribeirinhas, por isso sempre que chove optamos por condicionar o trânsito para evitar problemas", afirmou Miguel Silva, frisando que a situação já se registou mais do que uma vez este Inverno.

Segundo o mesmo responsável, a normalidade poderá ser restabelecida já ao final da manhã de hoje com a baixa-mar (ponto mínimo da maré), prevista para cerca das 12:00 e que poderá ajudar a baixar os níveis da água.

Apesar de não se terem registado cheias na cidade de Tavira, estas zonas, por estarem muito perto do rio, foram afectadas pela maré, que atingiu o seu ponto máximo cerca das 05:00 de hoje.

"Os residentes já estão habituados", disse, sublinhando que as estradas que dão acesso às pontes estão também com movimento condicionado e que toda a zona está identificada com sinais de aviso de possíveis cheias.

Apesar do mau tempo que se registou durante a madrugada, não houve ocorrências graves a registar em Tavira, tendo havido apenas algumas inundações em garagens na Luz de Tavira, situação que está a ser resolvida.

Pub