Pub

"O Algarve tem todas as condições e potencial para ser uma região energicamente pura, inocente do crime de acrescentar dióxido de carbono para a atmosfera, próxima da autonomia, se todas as nossas forças se concentrarem neste novo cluster económico das energias renováveis", defendeu Mendes Bota em Albufeira, Algarve.

Durante a Conferência Internacional "Energias Renováveis e Turismo Sustentável", que está a decorrer hoje em Albufeira, Mendes Bota apelou à criação de uma "Aliança Energética para o Algarve".

"Aqui pode estar a riqueza, pode estar emprego, pode estar investigação pode estar investimento. Universidades e autarquias locais, empresas e técnicos, consumidores e produtores, políticos e eleitores, todos poderemos conjugar esforços numa autêntica Aliança Energética para o Algarve", desafiou, na sua intervenção.

Para o deputado social democrata, o Algarve é a região do país "ímpar para ser um verdadeiro parque de energias renováveis" ao nível solar, marés, ventos ou micro geração.

Durante a Conferência Internacional "Energias Renováveis e Turismo Sustentável", Mendes Bota criticou o governo por "persistir em atribuir licenças de exploração de hidrocarbinetos ao largo da costa do Algarve.

"Discordo frontalmente de um governo que, fazendo das energias renováveis uma bandeira eleitoral e (…), persista em atribuir licenças de exploração de hidrocarbonetos, como já fez com a Costa Vicentina, e como continua de espada em assanhada para o fazer relativamente a toda a frente de mar que vai de Faro a Vila Real de Santo António", disse.

A conferência internacional "Energias Renováveis e Turismo Sustentável" foi promovida pelo PSD/Algarve, Grupo Europeu do PSD e o Partido Popular Europeu.

Lusa

Pub