Pub

No requerimento entregue no Parlamento, o deputado social democrata, eleito pelo círculo de Faro, interpelou o Governo sobre como vai fazer para "combater a praga do escaravelho das palmeiras” que o país vem assistindo “incrédulo e impotente”.

O deputado reclama ao Governo um “plano de erradicação e respetivos protocolos”, com apoios para o preço do abate, garantias de controlo fitossanitário à importação e uma campanha de informação pública.

“Perante um autêntico cemitério de palmeiras mortas a que se assiste de norte a sul do país, com particular incidência no Algarve, não existe um plano global e integral, à escala nacional, de ataque ao problema, quer do lado da prevenção, quer do lado do estancamento da proliferação, através da incineração e remoção das palmeiras mortas e infetadas”, lê-se no requerimento enviado hoje à comunicação social.

Mendes Bota alerta que é “imperioso” remover as palmeiras afetadas aos primeiros sinais de infestação para impedir a proliferação, mas adverte, todavia, que antes da remoção é necessário “incinerar a palmeira no próprio local, com lança chamas, para matar os insetos e as larvas.

Na interpelação ao Governo, Mendes Bota apelou também à “consciência social coletiva na deteção e no combate à praga”, com o envolvimento do Estado, dos particulares e das autarquias locais.

Lusa

Pub