Pub

“Sempre que este tipo de situações lamentáveis acontece há motivo reforçado de preocupação e espero que, no âmbito das competências próprias de outras entidades e instituições, se proceda à investigação sobre esta situação”, referiu o membro do Governo.

De acordo com a manchete de hoje do ‘Diário de Notícias’, 7.734 militantes da distrital de Lisboa, incluindo o primeiro-ministro e outros governantes, viram as suas moradas e números de telefone fixo/móvel divulgadas na Internet.

Rúben Oliveira com Lusa
Pub