Inicio | Sociedade | Ministério Público acusa 21 pessoas por tráfico de droga em Faro

Ministério Público acusa 21 pessoas por tráfico de droga em Faro

O Ministério Público (MP) acusou 21 pessoas pelo crime de tráfico de estupefacientes, arguidos que, alegadamente, se dedicavam à venda de canábis perto de escolas do concelho de Faro, anunciou na quarta-feira a Procuradoria de Faro.

Segundo uma nota divulgada na página da internet da Procuradoria da Comarca de Faro, “alguns dos arguidos foram também acusados por crimes de roubo, ameaça, detenção de armas proibidas e condução sem carta”.

De acordo com a nota, o estupefaciente, sobretudo canábis, era adquirido a um dos arguidos, de nacionalidade marroquina, e a outros dois, de nacionalidade espanhola, e revendido a dezenas de consumidores na zona de Faro, designadamente em Estoi, na Penha e junto à escola secundária Tomás Cabreira.

Segundo a Procuradoria, o despacho de acusação foi proferido no âmbito de um processo “de alguma complexidade”, encontrando-se seis dos 21 arguidos em prisão preventiva, tendo o MP indicado cerca de 60 testemunhas.

Os arguidos foram detidos pela Polícia de Segurança Pública em maio deste ano, no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro, numa investigação que se prolongou durante nove meses.

De acordo com a PSP, durante a operação foram realizadas várias buscas em residências, tendo sido apreendidas 6.423 doses individuais de haxixe, 350 doses de canábis, 28 doses de cocaína, 30 telemóveis, cinco balanças de precisão, bem como diverso material para divisão e acondicionamento dos produtos em doses individuais.

Verifique também

PJ detém militar suspeito de abusar sexualmente de menor no concelho de Tavira

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção, na quinta-feira, de um militar de 25 …