Inicio | Sociedade | Ministério Público acusa homem e mulher pelo homicídio qualificado de vizinha em Silves

Ministério Público acusa homem e mulher pelo homicídio qualificado de vizinha em Silves

O Ministério Público acusou um homem e uma mulher por terem alegadamente cometido um crime de homicídio qualificado contra uma vizinha desta, em dezembro de 2018, em Silves, anunciou o Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro.

A acusação acredita que o homem, de 73 anos, ajudou a outra arguida, de 58, a consumar um plano que acabou com a morte a tiro de uma vizinha, com quem a mulher tinha problemas, e a posterior tentativa de encobrimento do crime, explicou o Ministério Público (MP) num comunicado.

“Na noite de 18 para 19 de dezembro de 2016, seguindo um plano que ambos delinearam, o arguido ter-se-á escondido próximo da casa da vítima, com quem a arguida mantinha um longo conflito de vizinhança, atingindo-a com nove tiros de carabina, causando-lhe a morte”, alega a acusação.

Depois de cometido o crime de homicídio, segundo o MP, os “arguidos simularam, de seguida, um assalto à casa da vítima, queimaram as roupas do arguido e atiraram ao mar, numa falésia de Sagres, a arma e os projéteis utilizados”, sustenta ainda a acusação.

O Ministério Público sublinhou que o homem está em prisão preventiva, enquanto a mulher aguarda o decorrer do processo obrigada a termo de identidade e residência.

A mesma fonte salientou ainda a importância da colaboração entre a secção de Silves do Departamento de Investigação e Ação Penal de Faro e a Polícia Judiciária, através do Departamento de Investigação Criminal de Portimão, para poder avançar com a acusação neste caso.

Verifique também

Um morto em atropelamento ferroviário na passagem de nível de Almancil

Uma pessoa morreu ontem após ser colhida por um comboio, na passagem de nível de …