Pub

O Ministério Público de Albufeira acusou três homens de um homicídio qualificado cometido a 03 de setembro do ano passado, naquela cidade algarvia, anunciou ontem a Procuradoria da Comarca de Faro.

A secção de Albufeira do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Faro revelou ontem que deduziu acusação contra os três homens, com idades entre os 22 e os 26 anos, por considerar que existem provas suficientes de terem agredido a vítima quando esta já estava inconsciente, provocando-lhe a morte.

Os três arguidos, dos quais dois estão em prisão preventiva, vão ser julgados por um tribunal coletivo, referiu ainda a Procuradoria da Comarca de Faro na sua página da internet.

A mesma fonte precisou que os factos pelos quais os três homens foram acusados ocorreram na Avenida Infante Dom Henrique, em Albufeira, cerca das 06:00, de 03 de setembro de 2017.

O Ministério Público alega que, no âmbito de um “ajuste de contas” com “agressões entre vários indivíduos”, os três arguidos atuaram “de forma especialmente censurável ou perversa” e “agrediram a soco e a pontapé a vítima, mesmo quando esta estava caída sem sentidos, o que lhe causou a morte”.

A Procuradoria de Faro destacou que, além do crime de homicídio qualificado, foi também “deduzida acusação por crimes de ofensa à integridade física e coação ocorridos na mesma ocasião”.

“O processo encontra-se na fase de instrução”, acrescentou.

Pub