Inicio | Economia | Ministra da Agricultura visitou Festival da Batata Doce e aplaudiu aumento de jovens agricultores no Algarve

Ministra da Agricultura visitou Festival da Batata Doce e aplaudiu aumento de jovens agricultores no Algarve

© Luís Forra/Lusa
© Luís Forra/Lusa

A ministra da Agricultura, Assunção Cristas, aplaudiu no sábado o aumento do número de jovens agricultores que, no Algarve, submeteram projetos ao abrigo do Programa de Desenvolvimento Rural (Proder), que quadruplicou relativamente aos quadros comunitários anteriores.

Até julho deste ano foram aprovados no Algarve, no âmbito do último Proder, na área da Agricultura, 978 projetos, dos quais 427 são de jovens agricultores, o que representa 44% do total dos projetos aprovados, segundo dados da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Algarve.

“Sabemos que nos quadros comunitários anteriores, em média, instalavam-se 100 agricultores e neste quadro já temos mais de 400 jovens agricultores inscritos”, disse a ministra, acrescentando que a adesão é muito positiva e que é “sinal de que os jovens estão a ver aqui uma alternativa interessante para as suas vidas”.

Assunção Cristas falava aos jornalistas à margem de uma visita ao Festival da Batata Doce, que decorreu este fim de semana em Aljezur, onde aproveitou para lançar alguns desafios aos produtores da variedade Lira daquele tubérculo, que é detentora de Identificação Geográfica Protegida (IGP).

Segundo a ministra da Agricultura e do Mar, a batata doce pode ser transformada e usada em produtos inovadores, como por exemplo, em “chips” (batatas fritas), que podem ser misturadas com outros vegetais desidratados, ou incorporadas em purés, sopas e até mesmo enchidos.

“Podemos ter não só mais produção como também mais valorização da produção que já existe, quando os produtores fizerem a certificação”, afirmou, sublinhando que haverá “verbas para apoiar este aumento” e que depois de exploradas as 2boas oportunidades” do mercado nacional se pode ter a “ambição de exportar”.

Assunção Cristas lembrou que as candidaturas para o Proder 2014-2020 (PDR 2020) abriram a 15 de novembro e observou que daqui a um mês deverá estar a medida dos jovens agricultores também no terreno.

“Vamos ter o programa muito brevemente aprovado e o último ponto de negociação foi precisamente o dos jovens agricultores”, afirmou, acrescentando esperar que ainda em dezembro possa abrir a medida de instalação dos jovens agricultores “para dar continuidade ao grande afluxo de interesse” que o Governo tem sentido.

Verifique também

Presidente da Cáritas Portuguesa defendeu que “não falta dinheiro para erradicação da pobreza” (c/vídeo🎦)

O presidente da Cáritas Portuguesa veio este fim de semana ao Algarve defender que “não …

Folha do Domingo

GRÁTIS
BAIXAR