Pub

Na Comissão Parlamentar de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, Rui Pereira adiantou que a actividade do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) vai ser reforçada no Algarve para combater "a imigração ilegal e o tráfico de pessoas".

O governante realçou, também, que outra das medidas previstas passa por "elevar a capacidade de investigação criminal na região", sendo criada uma equipa conjunta composta pelos serviços e forças de segurança.

Segundo Rui Pereira, a criminalidade violenta e o tráfico de droga e de pessoas são os alvos desta equipa mista.

O ministro referiu, igualmente, que será dada "uma atenção especial" ao Algarve na distribuição dos cerca de mil novos militares da GNR que concluem o curso a 16 de Dezembro.

"Já comuniquei ao comandante-geral da Guarda que terá que ser dada uma preocupação ao Algarve", afirmou, sublinhando ainda que terá que ser feito um deslocamento do efectivo na época de maior número de turistas.

Rui Pereira anunciou as medidas previstas para o Algarve após ter sido questionado pelo deputado do PSD Bacelar Gouveia, que falou do "aumento do sentimento de insegurança" na região.

Pub