Pub

Dois espetáculos de novo circo e um concerto pela orquestra Vicentina, são as propostas para a noite do final do ano em Monchique, onde são esperadas milhares de pessoas, disse à Lusa um dos organizadores.

Inseridos no programa cultural 365 Algarve, os espetáculos “Les Dodós”, da companhia francesa Le P´tit Circk e “Forever Happily”, dos belgas Collectif Malunés, vão decorrer em duas tendas circenses instaladas junto ao heliporto da vila serrana, com capacidade para 900 pessoas.

Em declarações à agência Lusa, o diretor artístico do projeto Lavrar o Mar, Giacomo Scalisi, disse que são esperados milhares de pessoas em Monchique para assistirem à vasta programação cultural na noite de passagem de ano, “que será uma noite diferente e de festa”.

Aquele responsável, que dirige o projeto cultural que se desenvolve em territórios de baixa densidade, estima que os espetáculos de novo circo, que vão ser apresentados até ao dia 05 de janeiro, em duas sessões diárias, possam ser vistos por cerca de sete mil pessoas.

“Atendendo ao elevado número de pessoas que nos três anos anteriores assistiram ao espetáculo, decidimos este ano duplicar a oferta com duas sessões diárias em horários diferentes e com duas companhias”, sublinhou.

O primeiro espetáculo sobe ao palco às 18:00, com a companhia francesa Le P´tit Circk, a apresentar “Les Dodós”, num misto de acrobacia e música, enquanto os belgas do Collectif Malunés, levam à cena “Forever Happily”, pelas 21:30.

“O primeiro é protagonizado por cinco jovens músicos e o segundo ‘vira de pernas para o ar’ todos os contos de fadas, como o Capuchinho Vermelho, a Pequena Sereia e a Branca de Neve através do teatro, da música e acrobacias”, indicou.

Segundo o diretor artístico, “as peças retratam temas atuais, pois abordam algumas das questões e problemas da nossa sociedade no dia-a-dia, proporcionando uma experiência diferente para viver em famílias e com amigos no em final de ano”.

Além dos dois espetáculos de novo circo, na noite de passagem de ano haverá um concerto pela orquestra Vicentina, dirigida por André Duarte, com entrada livre.

O projeto Lavrar o Mar é um programa destinado a promover a oferta cultural em época baixa no território entre Aljezur e Monchique, no distrito de Faro, apoiado pelo 365 Algarve e pelo Turismo de Portugal.

Pub