Inicio | Igreja | Monge da Comunidade de Taizé diz ser importante reflexão sobre propostas bíblicas da Igreja para os jovens

Monge da Comunidade de Taizé diz ser importante reflexão sobre propostas bíblicas da Igreja para os jovens

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O irmão da Comunidade Ecuménica de Taizé que ontem participou na oração que se realizou em Aljezur considera ser importante, no contexto do próximo Sínodo dos Bispos em outubro de 2019 que será dedicado aos desafios dos jovens e à pastoral das vocações, uma reflexão conjunta sobre as propostas bíblicas que a Igreja oferece aos jovens.

“Neste ano em que haverá o Sínodo sobre os jovens é importante pensarmos juntos as propostas que a Igreja vai fazendo aos jovens para ler a Bíblia, para se alimentarem da Bíblia, propostas que já existam e outras que se possam desenvolver”, declarou ao Folha do Domingo o irmão David daquela comunidade monástica do sul da França, à margem da iniciativa que ontem teve lugar em Aljezur.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O único monge português da Comunidade de Taizé participou na 41.ª Semana Bíblica Nacional, realizada em Fátima de 26 a 30 de agosto com o tema ‘Jovens, Bíblia e Fé’, onde apresentou a experiência dos jovens com a Bíblia na sua comunidade. “Taizé tem uma experiência nessa área que gostamos de partilhar, mas não é a única. É uma experiência que evolui, que tem também muito a aprender com outras experiências”, explicou o irmão David, acrescentando que a sua intervenção visou também contribuir para “ajudar os jovens a ler a Bíblia”.

Aquele responsável, que aproveitou também a vinda a Portugal para passar alguns dias de férias com familiares, disse que a peregrinação de jovens a Taizé, “uma experiência que já vem de há muitos anos”, “tem aumentado”. “Nos últimos anos tem havido mais jovens que têm ido em peregrinação a Taizé”, assegurou, explicando tratar-se, sobretudo, de grupos de paróquias, de dioceses, de movimentos, mas também alunos da disciplina de Educação Moral e Religiosa Católica (EMRC), muitos de escolas secundárias. “Em várias dioceses, há dois ou três anos, os Secretariados Diocesanos começaram a propor às escolas peregrinações para os alunos de EMRC”, contou, acrescentando que essas visitas ocorrem, sobretudo, em fevereiro, durante a semana do Carnaval, mas também na Páscoa e em julho.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O irmão David disse ainda esperar que a participação portuguesa no próximo Encontro Europeu de Jovens, de 28 de dezembro de 2018 a 1 de janeiro de 2019, seja maior por se realizar na vizinha Espanha. “Este ano será mais fácil para os portugueses irem a Madrid”, considerou.

Verifique também

Apresentado o projeto de programação anual para a casa de retiros da Diocese do Algarve

O anunciado projeto de a casa de retiros de São Lourenço do Palmeiral, na união …

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.