Pub

Segundo a ARH, apesar de este ser ainda o início do chamado período húmido, as últimas medições efetuadas indicam que os níveis das águas nas albufeiras e aquíferos subterrâneos do Algarve são “satisfatórios”.

No final da terceira semana de dezembro, as barragens da Bravura (Lagos), Beliche e Odeleite (Castro Marim) encontravam-se acima de metade da sua capacidade máxima, à exceção das barragens do Arade e do Funcho (Silves).

A barragem de Odelouca, também em Silves, estava a menos de 30 por cento da sua capacidade útil máxima por se encontrar ainda em fase de enchimento, processo que tem que ser feito “lentamente” e de forma “controlada”, diz a ARH.

As albufeiras cujos níveis de água estavam acima de metade da sua capacidade eram a da Bravura (com 77 por cento), do Beliche (com 81) e de Odeleite (com 93), sendo que a do Arade estava com 27 por cento do volume útil e a do Funcho com 45.

A quantidade de água armazenada nos aquíferos da região era também, no final do mês anterior, “elevada”.

Lusa

Pub