Pub

Daquele que será o I Encontro Transfronteiriço Hispano-Luso sobre esta matéria sairá uma nova Comissão para a Supressão das Portagens na A22 e um manifesto, avançou à Lusa fonte da organização.

"Esta sexta-feira vamos estar às 10:00 em Ayamonte, a convite do Secretário-Geral da Federação Nacional de Associações de Transportadores de Espanha (FENADISMER), para a constituição da Comissão para a Supressão das Portagens na A22", revelou hoje à Agência Lusa João Vasconcelos, da Comissão de Utentes da Via do Infante.

Os presidentes de Câmara de Faro, Tavira, Loulé, Aljustrel e Grândola também foram convidados para o encontro e estão previstas as presenças de diversas associações sociais, empresariais e sindicais da província espanhola de Huelva.

O dirigente questionou ainda os números recentemente avançados pela empresa Estradas de Portugal (EP) e que dão conta de uma quebra de tráfego na Via do Infante de 48,1% durante o mês de dezembro.

"As portagens só foram introduzidas no dia 8 de dezembro e se tivermos em conta o tráfego durante um mês inteiro, ou seja, de 8 de dezembro a 8 de janeiro, essa quebra deve chegar aos 50% ou até mais", estimou.

Nas outras três vias que passaram a ser pagas em dezembro (A23, A24 e A25), registou-se diminuições na circulação entre os 29,4% e os 19,4%, com a empresa a sublinhar também o peso da conjuntura.

Lusa

Pub