Breves
Inicio | Cultura | Novo centro multimédia conclui requalificação do Promontório de Sagres em 2018

Novo centro multimédia conclui requalificação do Promontório de Sagres em 2018

O novo centro multimédia dedicado aos Descobrimentos que vai ser instalado no Promontório de Sagres deverá estar concluído até ao final de 2018, disse à Lusa a diretora regional de Cultura do Algarve, Alexandra Gonçalves.

A preparação e abertura do Centro Expositivo Multimédia dos Descobrimentos Portugueses, que tem já uma verba de dois milhões de euros prevista no próximo Orçamento do Estado, constitui a segunda fase do projeto de requalificação do Promontório de Sagres, o monumento mais visitado a sul do Tejo.

O novo espaço interativo visa reproduzir através dos sentidos a era dos Descobrimentos, mas também dar a conhecer o papel de Portugal na descoberta de novos mundos e na difusão da língua portuguesa, assim como a forma como essa era ajudou a moldar o que é o mundo contemporâneo, adiantou Alexandra Gonçalves,

“É uma missão pública daquele espaço ser visitado, porque nós, aqui no Algarve, precisamente naquela ponta entre Lagos e Sagres, fomos protagonistas da história mundial nesta fase”, referiu, acrescentando que o novo centro “vai enriquecer” a interpretação de todo o Promontório.

No novo centro, o visitante será conduzido ao longo de seis células, cada uma dedicada a um tema, onde poderá experienciar diferentes ambientes, desde a vida a bordo de uma caravela à forma como a língua portuguesa é falada em vários continentes, ou até uma reprodução do “escritório” do Infante Dom Henrique.

Naquele espaço estará patente a exposição permanente na fortaleza de Sagres, mas no piso superior haverá uma sala para exposições temporárias, estando ainda prevista a abertura de uma loja e de um café-restaurante.

De acordo com Alexandra Gonçalves, este ano, o Promontório deverá atingir os 380 mil visitantes, o número mais elevado dos últimos 20 anos.

O projeto de requalificação do Promontório foi iniciado em 2009, tendo sido investidos entre esse ano e o ano de 2016 um valor superior a quatro milhões de euros, faltando agora investir dois milhões de euros no novo centro para concluir o projeto.

O Promontório de Sagres foi reconhecido como marca do património europeu em 2015 e é dos locais que, no Algarve, integram a lista indicativa de bens portugueses candidatos a Património Mundial da UNESCO dos “Lugares da Primeira Globalização”.

Verifique também

Livro de Patrícia Palma revela rede de bibliotecas religiosas que contribuiu para cultura escrita no século XVIII

A nova publicação da investigadora algarvia Patrícia de Jesus Palma vem desconstruir “a ideia feita …