Pub

Na sessão de lançamento da publicação, que decorreu ao final da tarde na livraria Paulinas, o autor explicou que o novo livro, “escrito como desafio” depois de um retiro que orientou no verão passado ao clero de Évora, pretende ser um “mergulho na beleza cristológica e espiritual dos encontros de Jesus”.

“O que é que isto significa? E, sobretudo, o que é que isto tem a ver com a nossa vida? O que é que o Senhor nos quer dizer com tudo isto?” foram as interrogações deixadas pelo sacerdote da Diocese do Algarve. “Os encontros de Jesus são um desafio porque toda a nossa vida de fé é chamada a ser um encontro com Aquele que é a razão de ser da nossa existência e da nossa esperança”, afirmara antes, antecipando a resposta.

O autor explicou ainda o facto de a publicação, escrita “numa linguagem muito simples e acessível”, ter apenas 96 páginas. “A intenção é que possa ser lido e servir de base para as nossas conversas com Deus porque uma das grandes mais-valias da Lectio Divina é mudar os nossos hábitos de oração: obriga-nos a escutar aquilo que o Senhor nos quer dizer, a partir daquela que é a sua palavra”, justificou, lamentando que, normalmente, não deixemos Deus falar-nos porque “ocupamos o tempo todo com as nossas preocupações que Ele conhece ainda melhor do que nós próprios”.

O sacerdote desejou que os “caminhos e peugadas” dos leitores possam também encontrar-se nos “caminhos de Jesus” com Nicodemos, Maria Madalena e Tomé e também com a samaritana, o paralítico, o funcionário real e o cego de nascença.

Santos Matos, que apresentou a publicação, citou D. José Alves, arcebispo de Évora, que prefacia a obra, para evidenciar que o autor, “evitando o jargão técnico, serve-se de uma linguagem precisa e direta”. “Ser Lectio Divina é outra mais-valia do livro”, disse, apontando outra característica do mesmo. “Tem uma capacidade de nos imprimir o compromisso de sermos cristãos mais ativos e participantes no caminho da santidade”, concretizou.

A irmã Eliete Duarte, da Paulinas Editora, também recorreu ao prefácio para considerar o livro como “um guião para uma incursão reflexiva acerca do ensinamento e da mensagem que se colhe das narrativas dos encontros de Jesus evocados no quarto evangelho”. “É um guião de leitura orante e, à luz da fé, ajuda a iluminar os textos”, disse, acrescentando que “o texto não se confina ao aprofundamento das circunstâncias narrativas dos vários encontros de Jesus referidos por São João”. “Ele constitui-se como vade-mécum que aponta para a eficácia do método de abordagem e, nesse sentido, ele é também eficazmente pedagógico”, justificou.

A consagrada considerou, por isso, a obra uma “ajuda para o aprofundamento pessoal dos encontros de Jesus, relatados no evangelho, que continuam a ser os encontros de cada um de nós no dia-a-dia”.

O novo livro, que há pouco foi também apresentado em Portimão, na igreja do Colégio, está à venda na livraria Paulinas e na paróquia do autor, a da matriz daquela cidade, pelo valor de 5,50 euros.

Lectio Divina é uma forma aprofundada de oração, a partir da leitura da Bíblia, que exige disponibilidade de tempo e de espírito. Caracteriza-se por quatro etapas: leitura, meditação, oração e contemplação/aplicação à vida.

Samuel Mendonça

Clique na foto para ver as restantes fotos do lançamento We cannot display this gallery
Pub