Pub

Já em 1945 se equacionava a possibilidade de construir um aeródromo no sul do país, mas só em 1958 surgiu um Plano Geral que deu origem à configuração inicial do Aeroporto de Faro.

As obras de construção foram iniciadas em 1962, contemplando uma pista de 2400 metros destinada à aviação comercial e outra, secundária, para a aviação de turismo.Apesar da aerogare definitiva ter sido terminada apenas em 1967, a inauguração deu-se a 11 de Julho de 1965, presidida pelo então Presidente da República.

Américo Tomás deslocou-se ao Algarve para uma visita de três dias que incluiu várias inaugurações, com destaque para a do aeroporto. “Foram três dias plenos de acontecimentos do maior significado e repercussão social, entre os quais merece um lugar especial a cerimónia de inauguração do Aeroporto de Faro”, lê-se na edição de FOLHA DO DOMINGO.

Acompanhado pelo ministro do Interior, Exército e Marinha e pelo subsecretário das Obras Públicas, à chegada ao aeroporto, o Chefe de Estado era aguardado pelo ministro das Comunicações, pelo diretor geral da Aeronáutica Civil e pelo diretor do Aeroporto de Faro.

Na placa de estacionamento foram prestadas honras militares por um batalhão do Centro de Instrução do Curso de Sargentos Milicianos, de Tavira, com bandeira e banda de música da 3ª Região Militar.

O “Super-Constellation” da TAP, que “realizou a viagem inaugural e que entretanto aterrara”, “trazia na carlinga o nome do imortal obreiro da epopeia marítima de Portugal” e “84 convidados, entre eles o ministro das Corporações, o subsecretário de Estado da Presidência do Concelho, o secretário Nacional da Informação, o comissário do Turismo e o diretor dos Transportes da Alemanha”, relata FOLHA DO DOMINGO.

Após os cumprimentos destas individualidades ao Chefe de Estado, o então bispo do Algarve, D. Francisco Rendeiro, presidiu ao ritual da bênção do novo aeroporto, tendo sido, depois, descerrada uma placa comemorativa do ato inaugural.

Num pavilhão erguido na pista de aterragem, realizou-se uma sessão solene na qual foram oradores o Presidente da República, o ministro das Comunicações, o diretor geral da Aeronáutica Civil e o governador civil, seguindo-se uma visita às instalações do aeroporto e um almoço oferecido pelo Ministério das Comunicações com a presença de cerca de 250 pessoas.

Logo no dia 15 de julho de 1965, a TAP iniciava os voos de ligação entre Lisboa e Faro. Um ano depois da sua entrada em funcionamento o Aeroporto de Faro contabilizava um movimento de 58 585 passageiros e desde então as melhorias da infraestrutura têm sido regulares, respondendo ao constante aumento da procura turística na região do Algarve, tendo atingido em 2011 os 5,5 milhões de passageiros.

Samuel Mendonça
Pub