Breves
Inicio | Igreja | O louletano D. António Carrilho volta a presidir à Festa Grande da Mãe Soberana

O louletano D. António Carrilho volta a presidir à Festa Grande da Mãe Soberana

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O bispo emérito do Funchal voltará este ano a presidir em Loulé, a sua terra natal, ao tríduo de preparação e à Festa Grande em honra de Nossa Senhora da Piedade, popularmente conhecida como Mãe Soberana.

A Festa Grande da Mãe Soberana é considerada a maior manifestação religiosa a sul do Tejo e este ano decorrerá no próximo dia 5 de maio.

D. António Carrilho tem participado por diversas vezes nos últimos anos naquela festividade, mas foi em 2009 que presidiu pela última vez à festa em honra da Senhora da Piedade.

Foto © Samuel Mendonça/Folha do Domingo

O reitor do Santuário da Mãe Soberana e pároco das paróquias de Loulé, padre Carlos de Aqino, explicou ao Folha do Domingo que a escolha de D. António Carrilho para pregador deveu-se sobretudo ao facto de ser membro da Comissão Episcopal Missão e Nova Evangelização, uma vez que o tema deste ano – “Com Maria somos discípulos missionários!” – está relacionado com a dimensão missionária.

D. António Carrilho, de 76 anos, foi ordenado padre em 1965 e esteve 12 anos como sacerdote no Algarve, a que se seguiram responsabilidades desempenhadas nos serviços da Conferência Episcopal Portuguesa, nomeadamente diretor do Secretariado Nacional da Educação Cristã e do Secretariado Geral. Foi nomeado cónego do Cabido Catedralício da Sé de Faro a 25 de março de 1996 e tomou posse a 2 de fevereiro desse ano.

Em 1999 foi ordenado bispo na igreja de São Pedro do Mar, em Quarteira, tendo como lema episcopal ‘Faz-te ao Largo’, depois de ter sido nomeado para auxiliar do Porto, onde esteve oito anos; a 19 de maio de 2007, tomou posse como bispo do Funchal.

D. António Carrilho esteve à frente da Igreja Católica no arquipélago da Madeira durante as celebrações dos 500 anos de criação da Diocese do Funchal (2014), num programa celebrativo em que se destacou o Congresso Internacional dedicado realizado entre os dias 17 e 20 de setembro de 2014; já em 2017 foram assinalados os 500 anos da Sé do Funchal.

Verifique também

Há 60 anos falecia em acidente de viação o padre José Gomes da Encarnação

Cumprem-se hoje 60 anos da trágica morte do padre José Gomes da Encarnação, antigo administrador …