Pub

O custo total da obra é de 1.950.582, 36 euros, comparticipando a autarquia alcouteneja 1. 114.872, 96 euros e o POPH (Programa Operacional de Potencial Humano) 835. 709, 40 euros. O Lar deverá estar concluído em meados de 2013, com capacidade para 30 camas e ainda com os serviços de centro de dia e apoio domiciliário.

Com um novo lar no concelho, prevê-se que a longa lista de espera para entrada no Lar de Alcoutim diminua. “Face ao envelhecimento da população portuguesa, que se tem acentuado nos últimos anos, temos de criar mais equipamentos sociais de apoio ao idoso e, infelizmente, o que está acontecer é a desistência de muitas candidaturas já aprovadas no âmbito do PARES (Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais), dada a dificuldade das IPSS em conseguirem financiamento para executar a obra”, salienta o autarca de Alcoutim, Dr. Francisco Amaral.

Os dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), com base nos últimos censos, revelaram que Alcoutim é o concelho com maior percentagem de alojamentos habitados apenas por um idoso (24,8% do total de casas habitadas). Perante os números, Francisco Amaral defende que situações de risco poderiam ser evitadas se existisse ou se se apostasse numa densa rede de apoio domiciliário, sublinhando que essa tem sido uma grande luta da autarquia alcouteneja.

Pub