Pub

Praia_martinhalAs praias da Ingrina, Martinhal e Boca do Rio, em Vila do Bispo, vão ser as primeiras do concelho alvo de intervenções ao abrigo do Polis Litoral Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, disse na terça-feira o presidente desta sociedade.

“Encontram-se atualmente em fase de instalação – trabalhos de piquetagem e montagem -, os estaleiros de apoio à execução das obras associadas às intervenções nas praias da Ingrina, Martinhal e Boca do Rio”, disse à agência Lusa o presidente do conselho de administração da Sociedade Polis Litoral Sudoeste, André Matoso.

As intervenções previstas naquele concelho do barlavento algarvio abrangem cinco praias – Ingrina, Martinhal, Boca do Rio, Castelejo e Mareta -, com o objetivo de valorizar e qualificar aquelas zonas balneares, estando também planeada a requalificação do porto da Baleeira, entre outros trabalhos.

O programa Polis Litoral Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina é uma operação integrada de requalificação e valorização da orla costeira dos concelhos de Sines, Odemira, Aljezur e Vila do Bispo.

André Matoso acrescentou que está também previsto no programa Polis Litoral Sudoeste a requalificação do porto da Baleeira, em Sagres, e a requalificação urbana das frentes marítimas de Burgau e Salema.

A proteção e recuperação de sistemas dunares e arribas em Ponta da Atalaia e Salema/Forte de Almádena e a reposição das condições de ambiente natural entre a Ponta de Sagres e o Cabo de S. Vicente, são outras ações previstas nas zonas da faixa litoral do concelho de Vila do Bispo.

O investimento total no concelho é na ordem dos 7,8 milhões de euros e visa a promoção da conservação da natureza e biodiversidade, defesa costeira, proteção de pessoas e bens e fruição ordenada do litoral e das atividades económicas ligadas aos recursos do litoral”, acrescentou André Matoso.

Dos 7,8 milhões de euros, há uma verba de dois milhões de euros assegurada, e já aprovada, pela Câmara de Vila do Bispo, conformou à Lusa fonte do gabinete da presidência daquela autarquia.

A área de intervenção do Polis Litoral Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina contempla 9.500 hectares e o valor global de investimento previsto para esta intervenção é de 47 milhões de euros.

Pub