Pub

“As obras de reordenamento paisagístico no Aeroporto de Faro vão arrastar-se até final de 2013 e vão causar alguns transtornos durante vários verões e vários invernos”, disse hoje à Lusa Rui Oliveira, da ANA Aeroportos, adiantando, todavia, que as “obras servem para beneficiar a região” e que a “ANA vai tentar obviar os transtornos aos passageiros”.

A ANA pede “desculpas por eventuais transtornos” e avisa que nos arruamentos C e D a circulação passará a ter dois sentidos.

Também no arruamento D, de acesso aos parques de longa duração P2 e P4, a circulação rodoviária vai ser “parcialmente interrompida e a inversão de marcha passa a fazer-se em rotunda provisória”, indica a empresa.

Em declarações à Lusa, o presidente da Associação de Empresas de de Rent-a-car do Algarve, Armando Santana, explicou que as obras são bem-vindas ao Aeroporto de Faro, mas criticou o “mau timing”.

“O grosso das obras começar no verão, em plena época alta para o turismo, é que está mal planificado, mas nós não estamos contra as obras”, refere Armando Santana, reivindicando informação da ANA Aeroportos mais antecipadamente para poder avisar os clientes sobre as entregas das viaturas.

As obras do Aeroporto de Faro estão estimadas em 130 milhões de euros e o projeto de ampliação foi apresentado pelo ex-ministro das Obras Públicas, Mário Lino, em fevereiro de 2009.

O aeroporto recebe cerca de seis milhões de passageiros por ano, mas com as obras atuais vai passar a poder receber oito milhões de pessoas.

Lusa
Pub