Pub

Segundo dados da Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA), a taxa de ocupação global média foi de 29,7 por cento, menos 13,4 por cento que o verificado em Novembro de 2008.

Por zonas geográficas, as maiores descidas verificaram-se nas zonas do Carvoeiro, Armação de Pêra (menos 27,5 por cento), Lagos e Sagres (menos 22 por cento) e Albufeira.

Em termos de subidas, apenas se registaram aumentos na ocupação hoteleira durante o mês de Novembro nas zonas de Vilamoura, Quarteira e Quinta do Lago (com mais 20 por cento).

As zonas de Monte Gordo e Vila Real de Santo António foram as que apresentaram a taxa de ocupação mais elevada, com 61,9 por cento, enquanto Lagos e Sagres registaram a de ocupação mais baixa, com 22,6 por cento.

Por categorias, as principais descidas registaram-se nos aldeamentos e apartamentos turísticos de duas e três estrelas (menos 21 por cento), nos hotéis e aparthotéis de quatro estrelas (menos 17,9) e nos de três estrelas.

Relativamente aos principais mercados, o britânico sofreu uma descida homóloga de 31,7 por cento e o alemão de 85 por cento nas dormidas.

Pub