Breves
Inicio | Economia | Turismo | Ocupação hoteleira no Algarve durante a Páscoa foi a maior desde o ano 2000

Ocupação hoteleira no Algarve durante a Páscoa foi a maior desde o ano 2000

A Páscoa aumentou a ocupação hoteleira no Algarve em abril, registando-se o valor mais elevado em comparação com o mesmo período desde o ano 2000, anunciou hoje a maior associação hoteleira da região.

“A taxa de ocupação global média/quarto foi de 65,4 por cento, mais seis pontos percentuais” do que em abril de 2016, tendo a Páscoa influenciado positivamente os resultados verificados”, informou a Associação de Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA).

De acordo com os dados revelados pela AHETA, a ocupação média/quarto no mês da Páscoa deste ano é a mais elevada no mesmo período desde o ano 2000 do século passado, altura em que se registou uma ocupação de 66,1%.

O volume de vendas acompanhou o crescimento da taxa de ocupação, registando-se um aumento de 17,3% em abril passado, relativamente ao mesmo período do ano anterior.

Segundo a maior associação do setor, os mercados português (mais 2,5 pontos percentuais), alemão (+1,6 p.p.) e o espanhol (+1,2 p.p.), foram os que mais contribuíram para a subida verificada.

As maiores descidas verificaram-se nos mercados holandês (-0,5 p.p.) e britânico (-0,2 p.p.).

Por zonas geográficas, as maiores subidas ocorreram em Lagos/Sagres (+17,4 p.p.), Portimão/Praia da Rocha (+12,6 p.p.) e Carvoeiro/Armação de Pêra (+11,4 p.p.).

No concelho de Albufeira, a principal zona turística do Algarve, verificou-se uma subida de 1,9 pontos percentuais.

Em termos acumulados, desde o início do ano, a taxa de ocupação quarto regista uma subida de 6,0%, anunciou a associação no “resumo da evolução” mensal da atividade do setor.

Verifique também

Estrada Nacional 2, que liga Chaves a Faro, poderá tornar-se uma rota turística

A Infraestruturas de Portugal (IP) e, pelo menos, 29 municípios querem tornar a Estrada Nacional …

Deixar uma resposta